DSC0466 

No próximo dia 31 de maio a Igreja celebra a Solenidade de Corpus Christi.

O Concilio de Trento declarou que “muito piedosa e religiosamente, foi introduzida na Igreja de Deus o costume, que todos os anos, em determinado dia festivo, seja celebrado este excelsa e venerável sacramento com singular veneração e solenidade; e reverente e honorificamente seja levado em procissão pelas ruas e lugares públicos”. E desta forma é costume dos cristãos expressarem sua gratidão e honrarem o “Deus vivo, o Cristo Sacramentado”.

No Brasil esta festa nos foi introduzida pelos portugueses com procissões esplendorosas: tropas, fidalgos, cavaleiros, andores, danças e cantos. Esta versão brasileira tinha do troar dos canhões até gente importante na vida política da nação, disputando a honra de tocar com as mãos o “Pálio” aquela proteção de tecidos finos, bordados à mão com os fios de ouro, que protege o sacerdote que leva a “Hóstia Santa”. Uma festa barroca.

Em Minas, a tradição dos tapetes começa em Vila Rica, no ano de 1733, quando da inauguração da Matriz do Pilar e era conhecida como “Festa do Triunfo Eucarístico”. Em Itaúna, nossa celebração começa ao alvorecer, quando a comunidade itaunense se reúne em torno da Praça da Matriz para confeccionar um “tapete” tradicional para ornar a passagem do “Cristo Vivo na Hóstia Consagrada”.


A Arte dos Tapetes


A confecção dos tapetes de rua é uma magnífica manifestação de arte popular, onde a comunidade envolvida, em perfeita comunhão transformam o trabalho das mãos e a simplicidade dos materiais, em uma respeitosa homenagem ao Santíssimo Sacramento. Utilizando de diversos tipos de materiais como serragem colorida, borra de café, raspa de couro, sal e pequenos acessórios como tampinhas de garrafas e pedras coloridas, confeccionam com grande arte um extenso tapete com imagens e símbolos litúrgicos, enaltecendo Jesus Sacramentado. No Brasil uma tradição de cunho barroco que se estendeu por várias cidades. Na Paróquia de Sant’Ana, de Itaúna, a tradição dos tapetes foi estimulada pelo saudoso vigário Padre José Ferreira Neto, quando os moradores da praça no entorno da Matriz enfeitavam as portas e janelas de suas casas, assim como a via pública para a passagem da procissão. E até a presente data o tapete é preservado e reúne centenas de pessoas dentre artistas, as comunidades paroquiais, movimentos e pastorais na sua confecção.

Oficina de Tapetes

A confecção dos tapetes para a solenidade de Corpus Christi é hoje considerado um patrimônio imaterial da cidade, embora não seja “tombado” dentro da lei, pelo órgão competente da cidade. Preservar esta tradição é uma virtude da comunidade de Sant’Ana, que com muito gosto todos os anos se reúnem no entorno da Praça da Matriz para confeccioná-lo. Para ajudar na manutenção deste bem cultural e religioso da cidade este ano pela primeira vez, será ministrada uma oficina sobre a confecção de tapetes para ajudar as pessoas envolvidas com noções básicas das artes visuais, do cuidado com o desenho e como trabalhar com escalas maiores, já que cada tapete mede 6 m x 4 m. Os instrutores são artistas e há vários anos ajudam a confeccionar tapetes. Esclarecerão às pessoas interessadas sobre técnicas diferentes que podem e devem ser usadas quando se trabalha no chão e com uma variedade diferenciada de materiais. Contaremos com a presença de Bel de Abreu, Marisa Avelar, Adelson Rezende, Douglas Abreu e Luiz Toledo para ensinar a arte dos tapetes.  A oficina será ministrada dia 27 de maio, de 8h30 às 11h30, no Centro Pastoral Pe. José Ferreira Netto e constará de aula teórica e prática. Os interessados poderão fazer sua inscrição pelo telefone (37)3249-1505 ou no Centro Pastoral. A inscrição é gratuita e as vagas limitadas.

    Programação da Solenidade Corpus Christi

  • 27/05 – 8h30 – Oficina sobre confecção de Tapetes.  Centro Pastoral Pe. José Ferreira Netto.
  • 28/05 - 19 h - Adoração em todas as comunidades da paróquia.
  • 29/05 –19h- Palestra: “A presença real de Cristo na Eucaristia”.
  • 30/05 – 19h -Adoração na Matriz, seguida Celebração da Palavra.
  • 31/05 - 7h – Celebração Eucarística – Matriz de Sant’Ana.

8h – Confecção do tradicional “Tapete” em torno da Praça da Matriz.

16h30h–Procissão em torno da Praça da Matriz, seguida da Celebração. Eucarística.
O administrador paroquial de Sant´Ana é Padre Everaldo Ferreira Quirino , auxiliado por Padre Douglas Amaral e Padre Jair Simeão.

 DSC0023

 DSC0340

CORPUS CHRISTI 2016 001 ITAUNA MG

Paróquia Sant'Ana de Itaúna

Praça Dr. Augusto Gonçalves, 344 - Centro
CEP.: 35.680-054 ITAÚNA-MG
Telefone: (37) 3242-3641
E-mail: contato@paroquiadesantana.com.br

Expediente Paroquial

Atendimento da Secretaria:
De Segunda-feira a Sexta-feira de 7:30h às 17h30

Atendimento dos Padres:
De Terça-feira a Quinta-feira: 8h30 às 10h | 14h às 16h