defuntos

Nesse texto padre Guilherme Machado nos fala sobre a oração da Igreja na intenção dos fiéis defuntos.

Dia dos Fieis Defuntos 02/11/2018
feito por Padre Guilherme*


No dia 2 de novembro a Igreja reza de maneira especial na intenção dos fieis defuntos. Desde os primeiros tempos do cristianismo, já existia o costume de se rezar pelas pessoas falecidas. Os primeiros cristãos visitavam os túmulos dos mártires nas catacumbas e por eles rezavam. Em registros do século IV já se encontra a memória dos mortos na celebração da Missa. No século V já se começa a dedicar um dia por ano para rezar por todos os mortos.
Desde o século XIII, o dia anual de se rezar na intenção dos mortos passou a ser o dia 2 de novembro. E existe uma razão para isso. É pelo fato de o dia 1º de novembro ser a festa de Todos os Santos. Neste dia se celebra na intenção de todas as pessoas em estado de graça que não foram canonizadas. Nós acreditamos que existem muitas pessoas que alcançaram a santidade em vida, mesmo que essa santidade não tenha sido declarada expressamente pela Igreja em processo de canonização. Por isso é devido rezarmos na intenção deles.
O dia 2 de novembro ficou então reservado para que possamos rezar na intenção das pessoas falecidas que ainda não alcançaram a santidade. São as pessoas que se encontram em estado de purificação de suas faltas e, assim, necessitam de nossas orações.
Deve-se ter bem claro que não é muito apropriado dizer “dia de finados”. Pensando na origem das palavras, o termo “finado” significa aquele que se finou, que teve fim, que se acabou, deixou de existir. A nossa fé é que quem morre não deixa de existir, mas tem sua existência transformada. Já a palavra “defunto” tem origem no latim e significa “aquele que cumpriu uma missão, que terminou uma caminhada”. Como acreditamos que quem morreu terminou de cumprir sua missão nesta vida, completou a caminhada terrestre, é melhor nos referirmos a quem morreu com a palavra “defunto”. Por isso, “Dia dos Fieis Defuntos” e não “Dia de Finados”.
Esse é, portanto, o dia em que a Igreja celebra o cumprimento da missão das pessoas queridas que já faleceram, através da elevação de preces a Deus por seu descanso junto a Ele. Podemos dizer também que o dia dos fieis defuntos é um dia de amor. Amar alguém é sentir, entre outras coisas, que o outro não morrerá nunca, mesmo que esteja distante; amar é saber que o outro necessita de nossos cuidados e de nossas preces mesmo quando já não o podemos mais ver entre nós. Ser cristão é viver em comunhão íntima com Deus e com os irmãos. Agora e para sempre.
Nós acreditamos na comunhão dos mortos. Isso significa que faz parte da nossa fé a crença de que somos todos irmãos, vivos e falecidos. Assim, podemos dividir todo o conjunto de filhos de Deus em três grupos: 1- Igreja militante; 2- Igreja padecente; e 3- Igreja triunfante.
A Igreja militante somos todos nós que estamos vivos, a comunidade daqueles que acreditam em Deus, seguindo os ensinamentos de Seu Filho Jesus Cristo. Vivemos na esperança da salvação e devemos realizar com nossa vida uma caminhada de constante conversão e busca da santidade.
A Igreja padecente é a comunidade de pessoas que já terminaram sua caminhada nesta terra, já passaram pela morte, mas que ainda não terminaram de viver a conversão total, ainda não alcançaram o estado de graça da santidade. Acreditamos que estas pessoas se encontram em um estado de purificação, que é o que nós chamamos de Purgatório. Terminada esta purificação, também eles irão para a glória do Pai.
A Igreja triunfante é o conjunto das pessoas que alcançaram a santidade nesta vida ou na outra vida, através do Purgatório. Já se encontram em estado de graça e aguardam o final dos tempos, que é quando o amor vencerá e as promessas de Deus aos homens se cumprirão. Assim, os que alcançaram a santidade e o estado de graça viverão na glória da vida eterna junto de Deus.
A nossa oração no dia dos Fieis Defuntos é, portanto, a oração que fazemos pelas pessoas que necessitam de nossa intercessão junto a Deus para alcançarem a santidade. É bonito, é sinal de caridade cristã, de solidariedade e generosidade rezarmos na intenção dos irmãos necessitados.
__________________
*Padre Guilherme da Silveira Machado é administrador paroquial na Paróquia de São Sebastião, em Leandro Ferreira.

 

Paróquia Sant'Ana de Itaúna

Praça Dr. Augusto Gonçalves, 344 - Centro
CEP.: 35.680-054 ITAÚNA-MG
Telefone: (37) 3242-3641
E-mail: contato@paroquiadesantana.com.br

Expediente Paroquial

Atendimento da Secretaria:
De Segunda-feira a Sexta-feira de 7:30h às 17h30

Atendimento dos Padres:
De Terça-feira a Quinta-feira: 8h30 às 10h | 14h às 16h