Comentário ao Evangelho da Solenidade de São Pedro e São Paulo

(37) 3242-3641


pe guilherme machado

Comentário ao Evangelho da Solenidade de São Pedro e São Paulo – 28/06/2020

feito por Padre Guilherme* 

 

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e aí perguntou a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros, que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. 17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso, eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

 

Jesus quis saber dos discípulos quem as outras pessoas entediam ser o Messias esperado. A resposta dos deles mostrou que as pessoas não iniciadas na fé tinham pouca certeza de quem poderia seria o Messias. Talvez João Batista, que tinham conhecido pessoalmente ou então algum outro profeta anterior.

A mesma pergunta foi feita aos discípulos. Eles tinham visto os sinais e ouvido os ensinamentos. Ainda que a compreensão plena da identidade divina de Jesus só tenha sido alcançada depois da ressurreição, a resposta de Pedro indicou que os discípulos estavam no caminho certo.

Esse entendimento vem pela ação da graça divina. É Deus Quem inspira e capacita o ser humano para reconhecer Sua presença. A resposta de Pedro revela que ele se deixava alcançar por Deus. Mesmo que ainda não plenamente, já caminhava para uma compreensão mais profunda.

Foi essa qualidade de Pedro que o levou a ser nomeado “alicerce” da Igreja. A base da comunidade dos que seguem Jesus tem que ser a abertura para a inspiração divina. Quando a Igreja permanece nessa atitude, é vitoriosa contra as forças do mal.

 

As chaves do reino dos Céus são símbolo do domínio e poder de condução da Igreja. E são entregues por Jesus a quem permanece aberto à inspiração do Espírito Santo.


__________________
 

*Padre Guilherme da Silveira Machado é administrador paroquial na Paróquia de São Sebastião, em Leandro Ferreira.

 


Paróquia Sant'Ana de Itaúna
Diocese de Divinópolis

Praça Dr. Augusto Gonçalves, 344 - Centro
CEP.: 35.680-054 ITAÚNA-MG
Telefone: (37) 3242-3641
E-mail: contato@paroquiadesantana.com.br

Expediente Paroquial

Atendimento da Secretaria:
De Segunda-feira a Sexta-feira de 7:30h às 17h30

Atendimento dos Padres:
Quarta-feira e Quinta-feira: 8h30 às 10h | 14h às 16h